“EM DIRECTO”

VAMU LÁ!

Agora… Já não há volta atrás!!!

Aqui vamos nós, literalmente, a Caminho de Santiago!

Para quem perdeu o “Momento Zero” desta odisseia, e já a “postar” desde o meio da estrada, aqui vos deixamos a “Fotografia de Família” tirada antes da partida.

.

Fiquem conosco, a partir de agora sempre “EM DIRECTO”

Vamu Lá… a Caminho de Santiago!

bito
23.04.2008

DIA ZERO

Bem… o “Dia Zero” já está feito!

Depois de, exactamente 05:59h chegámos a Guimarães, com 414 Km feitos dentro daquela “Máquina Infernal“.

Uma nota bastante interessante em Pavia, logo no início do percurso…

Mesmo a propósito… o Café Vamos Lá


A viagem decorreu de forma suave e segura, com uma pausa em Constância, para beber café e fumar cigarros.. sim porque dentro do carro fumou-se muito pouco!


De Constância para a frente… foi sem parar, até à porta da Pousada de Juventude de Guimarães.


Depois… jantar, passeio e deitar cedo porque amanhã já vai ser a sério!


A Logística ainda trabalha noite fora!


bito
23.04.2008

“EM CÂMARA-LENTA”

Meus Amigos…
Tememos que o “EM DIRECTO” passe a ser “EM CÂMARA-LENTA”.

Isto é mesmo duro…
Os Homens do Pedal estão verdadeiramente cansados e os da Logística, mesmo viajando de jeep, não estão muito melhores.

Não há um momento de descanso para ninguém, e muito menos, tempo e concentração para ir fazendo os posts. Conseguimos agora deixar metade do Dia 01, mas de forma muito resumida.

De qualquer forma… e para os mais curiosos, o Dia 01 acabou em Valença, 12.00H e 100 Km depois da partida de Guimarães!

Grandes Heróis estes nossos Homens do Pedal!

Nem imaginam o gozo que tem sido e o quanto nos temos rido de cada vez que nos juntamos todos pelo Caminho!
Temos mil coisas para contar e mil fotografias para mostrar, mas vai mesmo ter que ser devagarinho!
Tenham lá mais um pouco de paciência!

0brigado a todos, pela força e pelo apoio que nos continuam a dar!
E desculpem-nos a “CÂMARA-LENTA”!

bito
24.04.2008

CHEGÁMOS…

Chegámos!
Chegámos a Santiago… e também já chegámos a casa!

Podemo-vos garantir… É uma Verdadeira Odisseia, sob todos os aspectos!

Desde já as nossas Desculpas por nem “Em Câmara-Lenta” termos conseguido fazer o prometido “Em Directo”, mas foi-nos técnica e humanamente impossível.

De qualquer forma, não ficarão sem saber o resto desta nossa aventura… O Relato “Em Directo” sofreu apenas uns dias de atraso, mas muito brevemente vai continuar, ao detalhe, até à Grande Chegada a Santiago!

Fica Prometido!

bito
27.04.2008

DIA 01 – GUIMARÃES-BRAGA

É claro que ontem à noite, entre conversa e “galhofa”, ninguém se deitou antes das 02.30H da manhã, mas hoje antes das 08.00H já estava tudo a pé, pronto para o pequeno-almoço.

Comidos, equipados e preparados, os do Pedal saíram de Guimarães eram 09.07H para as primeiras pedaladas.

Como podem ver, logo à partida, já se notam diferenças no estilo de andamento dos homens.



Os da Logística tiveram que ficar à espera que o Turismo abrisse, às 09.30H, para carimbar as Credenciais. Afinal não era ali… Era na Câmara, mas tudo bem!

Próxima paragem… Braga!

Sempre em alcatrão, mas com a primeira subida a sério a criar algumas dificuldades.



Ao Km 8, o Kajó acusa o esforço e faz a primeira ameaça de desistir.
Uma pausa, um bocado de água fresca e duas palavras de incentivo e aí temos o Homem de novo a Caminho de Santiago!

Em Braga já estava tudo recuperado!


Fomos carimbar as Credenciais e imediatamente nos perguntaram se éramos os que vinham no jornal. Estranhei! Pedi para ver o jornal… Não éramos! Eram outros seis, mesmo de Braga, que também começavam hoje, mas a fazer o Caminho Francês! Rimos com a coincidência e seguimos viagem.


Tempo: 01:58H
Distância: 21.50 Km
Média: 10.93 Km/H
Frase da Etapa: É Bonito! (Mestre Guerra)

bito
24.04.2008

DIA 01 – BRAGA-PONTE DE LIMA

Partida de Braga às 12.00H e agora o caminho já começa a meter trilhos de mato e de empedrados mais complicados, mas a beleza do que se vê compensa o esforço!


A meio da etapa a logística recebe uma mensagem do Santos: “O Kajó rebentou! Quando passarmos na Estrada Nacional digo-vos onde estamos para o virem buscar!”

A Logística, triste com o acontecimento, esperou o telefonema que teimava em não chegar…

Nova mensagem do Santos: “Estamos a 8 Km… Só caminhos de cabras (…)! Faruk no meio do chão mas tá fixe. Só arranhado!”

Eram 14.05H quando o Homens do Pedal chegam, todos juntos, a Ponte de Lima.

O que o Kajó tinha era fome… Muita Fome!

A Logística dá o devido apoio aos do Pedal!

À nossa frente, aguardava-nos a Famosa subida da Labruja, para aquela que era conhecida como sendo a etapa mais dura de todo o Caminho.


Para manter a tradição iniciada no único treino, feito na semana passada… o Faruk foi “ao tapete“!
Por outro lado, a cada nova subida, o Kajó ameaçava desistir, mas o Santos e o “medo” de aparecer aqui como desistente, iam-lhe dando energia para continuar mais um pouco.

Tempo: 02:05H
Distância: 35.00 Km
Média: 16.80 Km/H
Frase da Etapa: É Bonito! Sente-se uma aura… (Mestre Guerra)

bito
24.04.2008

DIA 01 – A LABRUJA

Alimentados e hidratados, os Homens do Pedal estão prontos para enfrentar a Famosa Labruja.

Até aqui ainda tinham tentado manter-se saudáveis, mas acabaram por perder a vergonha e… “Vamu Lá mas é Fumar Cigarros!”

O Calor aperta, e já estão mais de 30ºC.
Deixam ficar os Capacetes e o Camelbak do Kajó para irem todos mais leves.

Repostos os Níveis de Nicotina aí vão eles, de “Peito Feito”, a Caminho da Labruja!



Passada a velha Ponte sobre o Rio Lima lá se “fazem à estrada”.


“Estes gajos são mesmo moles!”


O Caminho, sempre muito bem marcado, segue tranquilamente…


…mas a Labruja começa a mostrar-se!


Uma pausa para descansar e ganhar coragem!
(leia-se fumar cigarros)


Aqui, o Kajó, já completamente “de rastos”, deixa mais uma das suas frases lapidares:
“Olha lá Bully… Achas-me mais magro?”

Logicamente… foi Gargalhada Geral!
Afinal de contas, o rapaz só procurava uma razão que justificasse o facto de estar ali a penar daquela boa maneira.

Ela aí está!




Último “Briefing” antes do arranque definitivo para a Subida da Labruja!


E aí estão eles, literalmente, no “Meio do Mato”!


A Logística tem seguido os Homens do Pedal enquanto o terreno o tem permitido.



Quando não é possível, vai mais à frente e, espera-os nos pontos onde irão passar.
A comunicação, dependendo da proximidade, faz-se com o Megafone, os Walkie-Talkies e os Telemóveis.


O último troço…


…e a Cruz dos Franceses!
(ou Cruz do Mortos, que é mais ou menos como eles se sentem depois desta subida)

Tem Cuidado Kajó… Não derrubes isso aos homens!


Depois de penar como ele nunca pensou… o Kajó ganhou uma “Alma Nova”!



“Eu sou o Rei da Labruja”



Da descida já não há fotografias… a Malta tava com pressa de chegar a Rubiães!

Já cá em baixo, deitado no chão, o Santos resume a etapa com a seguinte frase:
“Eh… Afinal a Labruja até nem é assim grande coisa!”

Mais uma Gargalhada Geral.


Eram 19.20H, os homens já tinham 77 Km nas pernas, em Rubiães havia Albergue de Peregrinos, já tinhamos falado com o Presidente da Junta (que segundo o Kajó, até tinha duas filhas jeitosas) e tudo indicava que sería ali o fim do Dia 01.

Puro Engano!

Como ainda tinhamos mais uma hora e meia de Sol, o incansável “Chefe de Fila” Pedro Santos lá conseguiu arrastar os Homens, por mais 18 Km, até Valença!


Tempo: 04:50H
Distância: 19.00 Km
Média: 03.93 Km/H
Frase da Etapa: Olha lá Bully… Achas-me mais magro? (Kajó)
Frase da Etapa: Eh… Afinal a Labruja até nem é assim grande coisa! (Santos)
Frase da Etapa: É Bonito! (Mestre Guerra)

bito
24.04.2008

DIA 01 – RUBIÃES-VALENÇA

“Rebocados” pelo Santos, lá vão eles tentar chegar a Valença enquanto o Sol ainda os deixa ver o caminho.

O Faruk tem capacidade mas gosta de se poupar!
O Kajó já está por tudo… dá o que tem e o que não tem, mas lá vai pedalando!
O Santos é um “Bruto”!


Já quase noite fechada, é a vez do Kajó tombar!

Em largos Kms de um trilho cheio de pedras enormes, o kajó consegue ir cair nos únicos dois metros quadrados de erva verde e fofa em todo o troço.



Às 21.15H, já noite cerrada, chegam finalmente ao Albergue de S. Teotónio de Valença, 12.08H depois de terem saído de Guimarães, com 95 Km feitos e sem terem encontrado um único peregrino ao longo de todo o dia.

Antes de tratarem do corpinho, há que tratar das máquinas… e nada melhor que a mangueira dos Bombeiros (mesmo ao lado do Albergue) para dar uma lavagem às muito precisadas bicicletes.



Agora falta o banho, o jantar e dormir… mas com tudo isto já são 21.45H e o Albergue fecha às 22.00H.
Os restantes preregrinos que encontrámos no Albergue (alemães, franceses, espanhóis e portugueses) vão todos a pé e Valença é o seu ponto de partida mas a esta hora já tudo está deitado e as luzes apagadas… Tudo menos nós!
Importa dizer que os peregrinos a pé começam as suas jornadas com o nascer do Sol e que por essa razão se deitam também muito cedo.
Assim, tinhamos um problema sério… Como entrar no Albergue sem chave, sem ter que bater à porta e sem acordar quem já dormia desde as 21.30H.
Uma vez mais a Logística resolveu… (leia-se bito)
Regressados do jantar pelas 23.45H, encontrámos, “por mero acaso”, a janela da sala destrancada.
Os mais cansados foram directamente para a cama e os mais resistentes ainda ficaram na conversa e a tratar do blog até às 02.00H da manhã.

Estava assim terminado o Dia 01 a Caminho de Santiago!
Cansados e com um “escaldão em cima” mas felizes!

A “Alvorada” ficou marcada para as 09.00H da manhã!

Tempo: 01:55H
Distância: 18.00 Km
Média: 09.39 Km/H
Frase da Etapa: É Bonito! (Mestre Guerra)

Dia 01: Guimarães – Valença
Distância Total do Dia 01: 94.78 Km
Tempo Total do Dia 01: 12:08H (pausas incluídas)

bito
24.04.2008

DIA 02 – VALENÇA-REDONDELA

Quando acordei às 06.00H da manhã (com a luz do dia que já inundava a camarata), só restávamos nós no Albergue. Os outros peregrinos já todos se tinham feito ao caminho, porque iam a pé e para aproveitar o fresco da manhã, mas a Malta dava-se ao luxo de dormir ainda por mais 3 horas.

A “Moral das Tropas” era alta…
O primeiro dia tinha corrido bem… tínhamos feito quase metade do Caminho (muito bem marcado), a Labruja já estava para trás e em Espanha “era tudo mais fácil”.

O Albergue de Valença é propriedade da Câmara Municipal e está à guarda dos Escuteiros locais.
A regra espanhola dos 3.00€ por pessoa ainda cá não chegou, e por isso cada um deixa a contribuição que entender… Assim fizemos!


À saída ainda encontrámos o Paulo (um dos responsáveis do Albergue) que nos tirou a fotografia de grupo.



O pequeno-almoço foi no café da esquina…
O Santos já estava “em pulgas” para seguir viagem mas mesmo assim ainda teve tempo de rematar o pequeno-almoço com uma boa bifana.

Partida de Valença às 10.45H já com o Sol bem alto e bem forte!
Com um pequeno desvio ao caminho oficial, a entrada em Espanha fez-se pela nova Ponte sobre o Rio Minho (leia-se Auto-Estrada)…
Desculpem lá, mas o acesso estava mesmo ali ao lado do Albergue e já não era propriamente cedo para andar às voltas!

Em Tui encontrámos os primeiros peregrinos, e este que aqui mostramos merece destaque.



Polaco, na casa dos 60, com uma biciclete completamente “Old School”, faz 180 Km por dia!
Mais um Artista do Pedal!




À saída de Tui (e do Túnel)




Sítios fantásticos ao longo do Caminho…


Obviamente, para se cumprir a tradição, a esta hora já o Faruk tinha ido mais uma vez ao tapete!




…e pausa em Porriño, à porta da Igreja.



Desde o Monte do Cornedo até Redondela, são 5 Km de alcatrão sempre a descer, e aqui… o Kajó é o Rei!
Embalado na sua Vag, deixa os outros a perder de vista, ultrapassa um camião TIR e à entrada de Redondela faz disparar um semáforo limitador de velocidade.
Velocidade Máxima Registada: 62.5 Km/H.

À espera em Redondela, a Logística preparava a chegada dos Homens. Pão mole, água fresca, sumos frescos e um protector solar factor 15 (e 4 volumes de tabaco).

Às 14.00H em ponto chegam a Redondela… Ao Sol estavam 38ºC e os Homens pareciam autênticas lagostas!


Almoço e descanso no Albergue…



“Tira lá a fotografia depressa que já tou a queimar a mão!”


Tempo: 03:15H
Distância: 38.22 Km
Média: 11.76 Km/H
Frase da Etapa: É Bonito! Sente-se uma aura… (Mestre Guerra)

bito
25.04.2008

DIA 02 – REDONDELA-PONTEVEDRA

São 14.40H e os Homens partem de Redondela para a etapa da tarde.
Está um calor terrível e o troço apresenta-se difícil e com duas subidas bastante duras, mas já ninguém se queixa… Os Homens são uns Duros!

Na primeira subida…



…o esforço e a tenacidade estampados no rosto do Faruk!



Depois da Labruja o Kajó (sempre cá atrás) já aguenta qualquer coisa e vai tranquilo!
O Faruk segue, no meio, em bom ritmo!
O Santos, como sempre, vai na frente, procura as marcações do Caminho, volta atrás, puxa pelos outros e ainda tem tempo para tirar fotografias!



A descida para Pontesampaio com a Ria de Vigo ao fundo.
Evoca-se o Mestre Guerra… É Bonito! Sente-se uma aura…




A passagem sobre o Rio Verdugo em Pontesampaio.
Mais uma vez se evoca o Mestre Guerra… É Bonito!




E de novo outra dura subida.




À entrada de Pontvedra, a Malta da Logística espera os do Pedal à porta do Albergue.



Chegam às 17.05H depois de uma etapa tão dura como tinha sido ontem a da Labruja e ainda debaixo de um calor abrasador.

Pelo Caminho já se encontram muitos peregrinos e a cada passagem se faz uma “festa”.

Tempo: 02:25H
Distância: 19.43 Km
Média: 08.04 Km/H
Frase da Etapa: É Bonito! Sente-se uma aura… (Mestre Guerra)

bito
25.04.2008

DIA 02 – PONTEVEDRA-CALDAS DE REIS

Desde que entrámos em Espanha as setas amarelas são cada vez menos frequentes. Vamo-nos guiando pelos marcos e azulejos com a concha mas, ao contrário do que esperávamos, a marcação do Caminho foi bem mais fácil de seguir em Portugal.

Dentro das localidades é relativamente fácil perder-se “o rasto” ao Caminho e nas cidades maiores ainda pior.

Em Pontevedra então foi o Caos… não há marcações do Caminho (ou não se conseguem ver), e nem os seus habitantes sabem muito bem explicar por onde devemos seguir.



Finalmente, já fora da cidade, lá demos com o Caminho.


A Logística seguiu com os Homens do Pedal durante uns bons Kms, sempre por troços fantásticos.



Tudo de molho!



Voltámos a procurar os Homens no Monte de San Mauro mas sem sucesso e seguimos para o Albergue de Briallos-Portas. Era relativamente novo, com boas condições e tinha espaço para todos.
Informámos a situação (via telemóvel) mas a resposta do Santos foi a esperada: “Ainda temos Sol… Seguimos!” (Os outros nem chegaram a saber de nada).

Em Caldas de Reis o Faruk vinha à frente… não viu nada nem ninguém e só parou no centro.
A Logística e os restantes ciclistas foram à procura e lá o encontraram.

Eram 19.45H e o Santos ainda queria chegar a Padrón mas já não os conseguiu arrancar dali nem mais um metro.
Tinham-se perdido 2 horas de manhã e ia-se perder mais uma hora agora…
Contrariado mas resignado, lá aceitou terminar em Caldas de Reis o Dia 02 a Caminho de Santiago!

O Albergue de Caldas de Reis está fechado mas a Logística lá arranjou um Hostal baratinho, com garagem para o jeep e arrecadação para as bicicletes.

Banho, jantar, volta pela animação nocturna e deitar outra vez às 02.00H da manhã!
Hoje, já não houve capacidade física nem técnica para tratar do blog! (o roaming da net é caro que se farta)


Tempo: 02:10H
Distância: 24.62 Km
Média: 11.36 Km/H
Frase da Etapa: É Bonito! (Mestre Guerra)

Dia 02: Valença – Caldas de Reis
Distância Total do Dia 02: 82.27 Km
Tempo Total do Dia 02: 09:00H (pausas incluídas)

bito
25.04.2008

DIA 03 – CALDAS DE REIS-PADRÓN

Hoje, já ninguém queria repetir o horário de partida de ontem… e mesmo que tentassem o Santos não deixava!

Era o derradeiro dia a Caminho de Santiago, estava menos quente, (só) faltavam 48 Km e a ideia era chegar por volta da hora de almoço para tomar um banho, almoçar e ainda aproveitar a tarde já a passear.

Tudo preparado…
Partida às 09.10H para os primeiros 19 Km até Padrón onde nos voltavamos a encontrar.


A etapa segue tranquila com os Homens do Pedal bastante motivados.


Vejam o esforço e a concetração do Kajó!


E pronto…

Aqui têm o Faruk acabadinho de se levantar da sua habitual queda diária!
A Tradição é para se Cumprir!


Uma pausa debaixo de um abrigo para os peregrinos.

Uma ponte em madeira sobre um pequeno rio com um telheiro e um banco.
Fantástico… o local e o descanso!


Como combinado, os Homens da Logítica já estavam em Padrón à espera para ali se fazer o habitual apoio logístico.

Estávamos no supermercado a tratar dos mantimentos (água fresca, sumos frescos e mais 4 volumes de tabaco)… mensagem do Santos: “Estão aonde? Já passámos Padrón e não vos vimos… Vamos seguir para Santiago!”

Corremos para o jeep…

Seguimos e, com o Megafone a funcionar, lá apanhámos os Homens do Pedal um pouco mais à frente.


Tempo: 01:45H
Distância: 22.45 Km
Média: 12.83 Km/H
Frase da Etapa: É Bonito! Sente-se uma aura… (Mestre Guerra)

bito
26.04.2008

DIA 03 – A CHEGADA A SANTIAGO

Eram 11.05H e os Homens estavam de novo a pedalar para o último troço a Caminho de Santiago!

Os últimos 7 ou 8 Km do Caminho são sempre a subir e com a aproximação a Santiago as marcações tornam-se cada vez mais escassas.
Para dificultar um pouco mais as coisas, as obras da nova auto-estrada fizeram desaparecer por completo qualquer tipo de marcação e ainda por cima mudaram o traçado do Caminho.

Passada mais esta pequena dificuldade…



Aqui estão os Homens do Pedal “às portas” de Santiago!


Mais um peregrino digno de destaque.



Alemão, na casa dos 60, saiu de casa em 2006 e nunca mais parou!
Outro Artista!



A esta hora já a Logística tinha percebido que não cabíamos no Albergue do Monte do Gozo e já tinha encontrado um pequeno apartamento mesmo atrás da Catedral… rua com estacionamento livre (coisa rara no centro de Santiago), lugar para guardar as bicicletes e baratinho. Tudo o que se desejava!

Às 13.40H, com 225 Km nas pernas, fazem a Monumental Chegada à Praça do Obradoiro em frente à Catedral de Santiago de Compostela!

A Monumental Chegada!



Como sempre… Santos na frente, Faruk e Kajó a fechar o pelotão!




Acabadinhos de desmontar das Máquinas!




Tudo a repor os níveis!


E agora as Fotografias Oficiais!



Os Homens e as Máquinas!




Os Homens, as Máquinas e os Outros Homens!




E a Fotografia de Família!



Neste momento o Santos deu como terminado o seu Caminho de Santiago: “Já não lhe pego mais! Bito… Monta-te!”
O Faruk seguiu o exemplo…
Daqui para a frente os do Pedal passaram a ser Bully, Bito e o resistente Kajó!



Vejam só o estilo deste agora Homem do Pedal!



Mas o Caminho de Santiago ainda não tinha acabado…
Próxima etapa: Oficina del Peregrino!

E cá temos o Homem que mais penou exibindo o seu “Troféu”…



A Compostela!



Agora sim… a Odisseia a Caminho de Santiago estava terminada!


Tempo: 02:35H
Distância: 25.50 Km
Média: 09.87 Km/H
Frase da Etapa: É Bonito! (Mestre Guerra)

Dia 03: Caldas de Reis – Santiago de Compostela
Distância Total do Dia 03: 47.95 Km
Tempo Total do Dia 03: 04:30H (pausas incluídas)

a Caminho de Santiago: Guimarães – Santiago de Compostela
Distância Total: 225 Km
Tempo Total: 23:38H (pausas incluídas)

bito
26.04.2008

DIA 03 – SANTIAGO DE COMPOSTELA

Bem… Daqui para a frente trata-se de recuperar do esforço dispendido e de gozar esta bonita cidade de Santiago de Compostela!

Banho tomado e vestidinhos de lavado aí vamos nós tratar do corpinho…
que a Fome já é Negra!





Aqui vamos nós (todos bonitos) a Caminho do Almoço!




Um almoço de tapas “à antiga!”


Faltava ainda cumprir algumas obrigações…


Passar na Porta do Peregrino



A Porta do Peregrino


Visitar a Tumba do Apóstolo Santiago



Na fila para visitar a Tumba do Apóstolo Santiago
(que com sorte até fechou 3 pessoas à nossa frente… mas voltámos no dia seguinte)


e a Missa na Catedral
(fomos todos… a contagem registou 6 no início e 4 no final)


Depois… passeio para conhecer Santiago e fazer as compras da praxe!


e mais um “Artista” digno de destaque…



“O Verdadeiro Peregrino de Santiago trajado a rigor”


Depois o jantar… que os homens ainda não estavam bem…



O Chuletón Gallego




Não, não é um prato de sobremesa… É mesmo o Chuletón Gallego que é gigante!


E a fechar a “Noite de Santiago”!



Grande Noite esta de Santiago!
(Os Homens é que estavam de rastos e não se esticaram muito)


Só mesmo o Grande Kajó é que teve pedalada para “sacar uma Boa Galega!”



“Kajó y su Novia”
(mesmo à medida)



Frase do Dia: Boooooooa!

bito
26.04.2008

DIA 04 – A CAMINHO DE CASA

Agora já não nos restava mais nada se não voltar a casa…
Levantar cedo mais uma vez, para aproveitar os últimos momentos em Santiago.

Vejam bem as carinhas deles…



Acabadinhos de sair de casa!



Tempo ainda para tomar o pequeno almoço, visitar a Tumba do Apóstolo e fazer as compras de última hora.

Na última loja onde entrámos, um estrangeiro apontando para nós, pedia insistentemente à empregada uma T-Shirt igual às nossas. Não queria nenhuma outra, tinha que ser mesmo aquela!
Aqui fica mais uma prova da qualidade do nosso Design!

Carregado o jeep…



…lá nos metemos à estrada, agora a Caminho de Casa!



Partida de Santiago às 10.30H.

Durante a viagem iam-se comentando os acontecimentos destes dias da Odisseia a Caminho de Santiago.

O Faruk emocionado faz o seu balanço final: Acho que foram os melhores 3 dias da minha vida!
Resposta rápida do Kajó: Fogo… se estes foram os melhores já deves ter penado muito tu! Os meus foram mas é os 3 piores dias da minha vida… Nunca tinha penado tanto!!!

Mais à frente, e a propósito já ninguém se lembra de quê, o Kajó deixa mais uma das suas frases lapidares: “Isto de hoje para amanhã um gajo tem um azar qualquer e não se chega a gozar de nada!”

Resumindo, foi rir a viagem inteira!


Depois de 08:55H e 597 Km dentro da nossa Máquina Infernal estávamos de volta a casa!



4 Dias 7 Horas e 8 Minutos depois, cá estamos nós outra vez no mesmo Sítio (Certo)!



As Binas:
Tempo Total: 23:38H (pausas incluídas)
Distância Total: 225 Km
Média: 10.43 Km/H
Zero Problemas

A Máquina Infernal:
Distância Total: 1292 Km
Consumo Total: 204 L – 251.00€
Zero Problemas

Balanço Final: Um Sucesso!


bito
27.04.2008

2 responses

10 07 2008
José Ferro

Parabéns malta!! Vejo que gozaram à grande….. o blog está 1 espectáculo, diverti-me imenso a ler e a ver as fotos….

Eu e mais 3 amigos estamos a pensar repetir a vossa proeza….. suponho que não será fácil, mas serão certamente dias únicos; e como dis o kajó :”“Isto de hoje para amanhã um gajo tem um azar qualquer e não se chega a gozar de nada!”

1abraço amigo e parabéns pela façanha…

20 09 2011
monica cohen

Hola!

Parabéns a todos pelo blog e pela aventura.
Tenho encontrado aqui muitas informações para organizar o meu “Caminho”, só que o farei a pé, de Guimarães a Santiago.
Gostaria que me tirasse uma dúvida, quanto a pagamento das despesas: os cartões de débito e crédito são bem aceitos, ou o pagamento que geralmente se exige é em dinheiro?
Mônica (Brasil)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: