PONTE DE LIMA – RUBIÃES

14 04 2008

Estamos agora perante o mais difícil de todos os troços do Caminho Português do Interior.

À saida de Ponte de Lima começa a subida da Serra da Labruja, primeiro duma forma relativamente suave para depois, nos últimos 4 Km, subir por um trilho quase impraticável, desde cerca dos 100 metros de altitude até ao seu pico mais alto – a Portela Grande – a 436 metros.

 

Diz quem já fez este troço de BTT, que temos duas hipóteses… ou se sobe ao lado “dela” ou com “ela” às costas!

Pelo caminho encontramos a Cruz dos Franceses (ou Cruz dos Mortos), que assinala o sítio onde a população local emboscou os retardários franceses do exército de Napoleão, na invasão de 1809. No ponto mais alto temos a Casa do Guarda Florestal e, obviamente, uma vista deslumbrante!

Depois deste enorme esforço, temos a merecida recompensa… até Rubiães é sempre a descer e, como diz o ditado… “Pra baixo todos os Santos ajudam” (Santiago incluido)!

Nota: Quem não tiver pernas para a Labruja, tem como alternativa um caminho a meia encosta que passa ao lado deste dois pontos míticos do caminho e, naturalmente, de todas as emoções que lhes estão associadas… mas isso é pra “meninos”, não é para os nossos Homens!

“Venha de lá essa Labruja!”

Troço: 19 Km
Total: 77 Km

bito
14.04.2008

Anúncios

Acções

Information

4 responses

29 08 2011
Rui amaral

olá,
foi impressionante quando fiz essa serra a pé é de lhe tirar o chapeu. ´só quem já fez é que lhe dá o devido valor.
Rui amaral

16 09 2013
pedro pereira

Fiz esta etapa 6a feira passada com mochila de campismo e bicicleta….tudo Às costas, sem duvida muito duro, mas sem duvida muito gratificante…depois de feito

2 06 2015
Osvaldo Oliveira

Fiz há dias esta subida, pela segunda vez. A primeira de bicicleta, esta segunda a correr- fiz todo o Caminho Português de Santiago de Compostela a correr. É um monte difícil de qualquer modo – de bicicleta ou a correr. Mas dá prazer “vencer” este obstáculo e passar pela Cruz dos Mortos. Depois disto, “quase tudo é fácil…

26 05 2016
Jaime Couto

Uma directa de Ponte de Lima a Valença sozinho foi arriscado só encontrei uma pessoa em sentido contrário. É um percurso dificil ainda por cima para que já anda perto dos setenta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: